Publicado em: 20/05/2019 às 13h21

Fotografia: aprenda a usar essa ferramenta

Na estreia da coluna "Odontologia em alta resolução" na revista PróteseNews, Ivan Yoshio traz dicas de fotografia odontológica.

É com imenso prazer que estreio minha coluna na revista PróteseNews. Fazendo uma breve apresentação, eu iniciei na Odontologia em 2002, fiz especialização em Dentística e aperfeiçoamento em Prótese Dentária – especialidade pela qual me apaixonei e, por isso, me sinto honrado em poder participar deste periódico com dicas de fotografia, possibilitando que os colegas consigam mostrar o que há de melhor em nossa profissão.

A fotografia odontológica deve ser usada como documentação, comprovação e acompanhamento de tratamento, comunicação e também como um meio de marketing e divulgação.

Na Prótese Dentária, a fotografia é a melhor forma de comunicação com o laboratório. Pode até ser lugar-comum dizer que uma foto vale por mil palavras, contudo esta é uma realidade. Ao invés de descrever como é o dente, não escreva nada, apenas envie boas fotografias. O laboratório irá agradecer imensamente. Através delas é possível observar diversas características importantes e impossíveis de serem descritas ou compreendidas.

Hoje, a fotografia tem sido muito usada como meio de autopromoção e divulgação em redes sociais, como Facebook e Instagram – este último está mais na moda e é onde eu sugiro realizar suas publicações. Mas, eu comecei no Orkut logo que me formei, em 2002. Pouco tempo depois, em 2006, dei minha primeira aula internacional depois de um convite feito via rede social. Veja como essa ferramenta é antiga, apesar de não ser imprescindível para obter sucesso profissional. Uma boa fotografia nas redes sociais poderá atrair mais pessoas, porém tome cuidado para que ela não vire uma arma contra você. Pense nas publicações, no texto e, principalmente, peça autorização ao paciente, mesmo que não apareça o seu rosto.

Figuras 1 a 3 – Exemplos de imagens obtidas por meio de técnicas de fotografia.

 

Em redes sociais como Instagram ou Facebook é importante “humanizar” as postagens, ou seja, mostrar seu lado pessoal e não somente o comercial/profissional. Infelizmente para alguns e felizmente para os narcisistas, você deve expor sua vida pessoal para as pessoas se interessarem pela sua vida profissional. As publicações de vendas ou dicas de Odontologia são cansativas e você será apenas mais um nesse meio, fazendo mais do mesmo. Faça boas fotos do seu dia a dia, mesmo usando o seu celular, mostrando sua rotina, o jantar, a família, os filhos, o cachorro etc. Logicamente que muitos não gostam e não concordam em se expor, porém, infelizmente, é isso que gera “engajamento” – o que significa que as pessoas se interessam mais pelo que você faz na sua vida pessoal do que pelas suas dicas de Odontologia.

 

Neste espaço da revista, vou falar sobre os equipamentos necessários para uma boa fotografia odontológica, os acessórios ideais e os tipos de iluminação, incluindo estúdio, além de discorrer sobre os celulares e como melhorar as fotos feitas com smartphones. O assunto é bem vasto não somente quanto à técnica em fotografia, mas também em áreas correlatas, como tecnologia, armazenamento e backup das fotos, formas de envios e trocas de fotografia, propriedade intelectual, direito de imagem e edição de imagem. Minha proposta é escrever com uma linguagem objetiva e de fácil entendimento. Espero que gostem do resultado. Até a próxima.

 

Ivan Yoshio

Especialista em Dentística Restauradora Estética – APCD Campinas; Professor convidado em mais de 20 cursos de pós-graduação, especialização, mestrado e doutorado; Autor do livro A Arte da Fotografia Digital na Odontologia.