2006 | V3N4 | Páginas: 355-359

Análise fotoelástica da união de pilar a implantes de hexágonos externo e interno

Photoelastic analysis of abutment union to external and internal hexagons implants

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Sérgio Rocha Bernardes* Cleudmar Amaral de Araújo** Alfredo Júlio Fernandes Neto*** Vanderlei Luís Gomes*** Flávio Domingues das Neves****
* Mestre em Reabilitação Oral pela Universidade Federal de Uberlândia; Doutorando em Reabilitação Oral pela Forp - USP; Professor do Ilapeo - Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico. ** Professor adjunto doutor da Faculdade de Engenharia Mecânica - Universidade Federal de Uberlândia. *** Professor titular doutor da Faculdade de Odontologia - Universidade Federal de Uberlândia. **** Professor adjunto doutor da Faculdade de Odontologia - Universidade Federal de Uberlândia.

Resumo:

Os Implantes originais apresentam uma perda óssea marginal crônica que pode estar ligada à concentração de tensões sobre os implantes após a aplicação de carga. Diferentes tipos de junções pilar/implante poderiam minimizar o problema. Este trabalho analisou a distribuição de tensão sobre os implantes de mesma forma externa, diferindo apenas nas junções: hexágono externo (HE) e hexágono interno (HI). Estas peças foram inseridas em modelos fotoelásticos e submetidas a duas cargas compressivas: axial e deslocada 6,5 mm do centro. Foram analisados 61 pontos sobre o corpo do implante, nos quais os valores de tensão cisalhante máxima foram determinados. Gráficos foram realizados e suas áreas calculadas para os resultados obtidos em todo o corpo do implante e apenas na região de plataforma, ambos sob as duas situações de carga. Não foi encontrada nenhuma diferença estatística significante para carga axial nas duas regiões de análise propostas ("t" de Student, p<0,05). Entretanto, para a carga não-axial foi encontrada diferença significante quando comparado todo o corpo do implante (U de Mann Whitney, p<0,05) e quando analisada somente a região de plataforma (U de Mann Whitney, p<0,05), sendo que nas duas comparações os implantes HI apresentaram menores valores. As diferenças entre as junções sob carga axial foram de 1,28% a mais para HE na análise de todo o corpo do implante e 2,11% a mais para HE na região de plataforma. Quando sob carga não-axial, o Grupo HI apresentou os menores valores e o Grupo HE apresentou 12,93% a mais de concentração de tensão na comparação dos 61 pontos. Nesta mesma situação de carga, quando analisados os primeiros nove pontos, os menores níveis de tensão foram de HI e os maiores de HE com 17,36%.

Unitermos:

Biomecânica; Desenho de implantes; Junções; Análise de tensões.

Abstract:

Original implants have been presenting a chronic marginal bone loss that can be related to stress concentration over the implants after load application. Different types of implant/abutment interfaces would minimize this problem. The present work analyzed the stress distribution over implants with the same external design, differing only at the implant/abutment connections: external hexagon (EH) and internal hexagon (IH). Those pieces were embedded in photoelastic blocks and submitted to two compressive loads: axial and dislocated 6.5 mm from the center. Sixty-one points were analyzed over the implant body, in which the maximum shear stresses were determined. Graphics were realized and its areas calculated for the results obtained in all implant body and only in the region of the platform, both under the two load situations. There have not been found significant statistical difference to axial load in the two purposed regions of analysis (Student t, p<.05). Therefore, significant difference was found to non-axial load when compared all the implant body (Mann Whitney U, p<.05) and when analyzed only the platform region (Mann Whitney U, p<.05), being that in the two comparisons the IH implants presented the lowest values. The differences between the connections under axial load was 1.28% more for EH in the analysis of all implant body and 2.11% more for EH in the platform region. When under non-axial load, the IH group presented the lowest values and the EH group presented 12.93% more stress concentration comparing the 61 points. In that same load situation, but when analyzing the first nine points, the lowest stress levels was from IH and the highest from EH with 17.36%.

Key words:

Biomechanical; Implants design; Connection; Strain analysis.
  • Imprimir
  • Indique a um amigo