2011 | V8N1 | Páginas: 207

BMPs em Implantodontia: uma revisão dos estudos clínicos

BMPs in implant dentistry: a review of clinical studies

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Rodrigo Salbego Bueno* Camila Maia** Diego Segatto Blaya*** Micéli Beck Guimarães**** Magáli Beck Guimarães***** José Renato de Souza******
*Cirurgião-dentista e especialista em Implantodontia - Sindicato dos Odontologistas no Estado do Rio Grande do Sul - Soergs. **Especialista em Odontogeriatria - Associação Brasileira de Odontologia do Rio Grande do Sul - ABO/RS; Especialista em Implantodontia - Soergs. ***Mestre em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUC/RS; Professor - Curso de Odontologia, Centro Universitário Franciscano - Unifra. ****Especialista em Ortodontia - Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Doutora em Materiais Dentários - PUC/RS. *****Mestre em Prótese Dentária - PUC/RS; Professora do Curso de Odontologia do Centro Universitário Franciscano - Unifra. ******Mestre em Odontologia - área de concentração em Implantodontia - Centro de Pesquisas Odontológica São Leopoldo Mandic; Coordenador dos cursos de especialização em Implantodontia - Ilapeo e ABO/PR.

Resumo:

As proteínas morfogenéticas ósseas (BMPs) estão presentes no organismo humano e desempenham as mais diferentes funções. Uma, em especial, desperta o interesse da Implantodontia: a regeneração óssea. Por muitos anos, o poder osteoindutor das BMPs vem sendo estudado nas diferentes áreas da saúde e diversos estudos in vitro e experimentais já comprovaram que as BMPs são capazes de induzir crescimento ósseo. Baseado nisso, e mais recentemente em estudos clínicos, é que a Food and Drug Administration (FDA) aprovou o uso da rhBMP-2 associada a uma esponja de colágeno reabsorvível como alternativa de substituto ósseo em enxertias. Sendo assim, objetiva-se realizar uma revisão da literatura dos estudos clínicos realizados com as BMPs na área de interesse da Implantodontia, pois observando-se os diferentes trabalhos sobre o uso das BMPs em alvéolos pós-extrações, o aumento do rebordo edêntulo e o levantamento do assoalho do seio maxilar foi possível concluir que ainda é necessário um número maior de estudos qualificados e de longo prazo; embora, as evidências científicas existentes demonstrem resultados tão eficazes com o uso das BMPs associadas a carreadores quanto os alcançados com o osso autógeno nessas indicações.

Unitermos:

Proteínas morfogenéticas ósseas; Transplante ósseo; Materiais biocompatíveis; Implantes dentários.

Abstract:

Bone morphogenetic proteins (BMPs) are present in our organism and perform a variety of functions. One of these functions, particularly for Implant Dentistry, is bone regeneration. For many years, the BMPs osteoinductive power has been studied in the different health sciences. Many experimental and in vitro studies have already confirmed that BMPs have the capacity to induce bone growth. Based on this, and more recently on clinical studies, the Food and Drug Administration (FDA) approved the use of rhBMP-2 in association with an absorbable collagen sponge as an alternative of bone substitute in case of bone grafting. Therefore, the aim of this study was to review the literature on clinical studies using BMPs in Implant Dentistry. Observing the different studies about the use of BMPs in post-extraction pockets, edentulous ridge augmentation and maxillary sinus lifting, it was possible to conclude that it's still necessary a greater number of qualified and long-term studies to certify some aspects. However, the existing scientific evidences show that the use of BMPs associated with carriers or autogenous bone in these indications presented the same effective results.

Key words:

Bone morphogenetic proteins; Bone transplantation; Biocompatible materials; Dental implants.
  • Imprimir
  • Indique a um amigo