2009 | V6N3 | Páginas: 251

Análise comparativa do grau de liberdade rotacional e da integridade física das conexões protéticas de diferentes implantes com hexágono interno

Comparative rotational freedom and physical integrity analyses of internal hexagonal connections from different implant systems

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Macson Bergamim* Claudio Luiz Sendyk** Wilson Roberto Sendyk*** Yukio Nishida****
* Mestre e especialista em Implantodontia - Unisa; Especialista em Prótese Dentária; Professor coordenador dos cursos de Implantodontia da EAP-ABO/ES. ** Doutor em Prótese Dentária pela Universidade de São Paulo - USP; Professor do Departamento de Prótese Dental da Universidade de São Paulo - USP; Professor do curso de Implantodontia - Unisa. *** Livre docente em Periodontia pela Universidade Estadual de Campinas - Unicamp; Professor titular da Disciplina de Periodontia e Implantodontia - Unisa. **** Engenheiro mecânico pela Universidade Federal do Espirito Santo/ES; Coordenador do Laboratório de Metalurgia Física da Arcelor Mital - Tubarão/ES.

Resumo:

Este estudo avalia e quantifica o grau de liberdade rotacional na interface implantes/componentes protéticos usinados, em implantes com hexágono interno de diferentes sistemas, com aplicação de torque controlado. Foram utilizados 75 conjuntos de amostras (implantes de hexágono interno, pilares protéticos preparáveis com altura gengival de 2 mm, com seu respectivo parafuso de retenção) de cinco marcas comerciais (Frialit, 3i, Conexão, SIN e Neodent). As dimensões das amostras de implantes variaram entre 4,0 mm a 4,5 mm de diâmetro externo por 13 mm de comprimento. Utilizou-se um dispositivo para avaliação da liberdade rotacional e um microscópio eletrônico de varredura (MEV) para verificação da integridade física das paredes internas dos hexágonos envolvidos, antes e após aplicação de torque controlado. Com as médias obtidas aplicamos os testes estatísticos com Anova e Tukey (p<0,05). Na análise ao MEV obteve-se registro de deformações tanto na parede interna do hexágono (deformações tipo arranhões), como também nos ângulos externos dos pilares protéticos (deformações tipo amassamento dos ângulos). Todos os grupos apresentaram média de desajuste rotacional inferior a 5º, indicando adequada estabilidade das conexões estudadas. Os valores médios individuais antes do torque foram: 3i (1,45º), Frialit (1,77º), Neodent (3,88º), SIN (3,95º), Conexão (4,23º), e após o torque obtivemos os seguintes valores: 3i (1,70º), Frialit (1,98º), SIN (4,20º), Neodent (4,28º), Conexão (4,52º). Não houve diferença estatisticamente significante na média de desajuste entre Frialit e 3i, tampouco entre Conexão, SIN e Neodent. Houve diferença na média, estatisticamente significante (p<0,05), na liberdade rotacional dos componentes Frialit e 3i quando comparada aos componentes Conexão, SIN e Neodent.

Unitermos:

Prótese dentária fixada por implante; Biomecânica; Implante dentário; Liberdade rotacional.

Abstract:

This study assessed and quantified the degree of rotational freedom at implant-abutment interfaces with internal hexagonal connections from different implant systems under controlled torque procedures. Seventy-five sets of samples (internal hexagon implants, custom prosthetic abutments with 2 mm collar height, and corresponding retention screws) from five manufacturers were used: Frialit, 3i, Conexão, Sin and Neodent. The dimensions of the implants samples ranged from .0 mm to 4.5 mm- diameter and 13 mm- length. A device for assessing rotation freedom was used, and scanning electron microscope (SEM) analysis performed to verifying physical integrity of internal hexagonal , before and after controlled torque. Statistical analysis was made with Anova and Tukey´s tests (p < 0.05). Under SEM analysis, deformations at internal hexagonal walls (scratch type) and also in external angles of prosthetic abutments (angular squeezing ) were recorded. All groups showed rotational misfit values lower than 5 degrees, pointing to adequate stability of studied connections. Iindividual mean values before torque were: 3i (1.45°), Frialit (1.77°), Neodent (3.88°), SIN (3.95°), Conexão (4.23°). After torque tightening, the following values were obtained: 3i (1.70°), Frialit (1.98°), SIN (4.20°), Neodent (4.28°), Conexão (4.52°). There were no statistically significant differences on rotational misfit between Frialit and 3i, neither between Conexão, SIN and Neodent. There was a statistically significant difference (p <0.05) on, rotational freedom of Frialit and 3i components when compared to Conexão, SIN and Neodent components.

Key words:

Dental prosthesis implant-supported; Biomechanics; Dental implants; Rotational freedom.
  • Imprimir
  • Indique a um amigo